15/08/18, às 14 horas, Defesa da dissertação do pós-graduando Joel Lastra Valdés » MZUSP - Museu de Zoologia da USP
MZUSP - Museu de Zoologia da USP
8.09.18 - Ensino e formação

15/08/18, às 14 horas, Defesa da dissertação do pós-graduando Joel Lastra Valdés

No próximo dia 15 de agosto, quarta-feira, às 14 horas, no  Auditório do Museu de Zoologia da USP (Av. Nazaré, 481, Ipiranga, São Paulo/ SP), haverá a defesa da dissertação de mestrado do aluno Joel Lastra Valdés, orientado pelo Prof. Dr. Marcelo Duarte da Silva, do Programa de Pós-Graduação em Sistemática, Taxonomia Animal e Biodiversidade do Museu de Zoologia da USP, com o trabalho intitulado: “Abordagem comparativa sobre a estrutura e a histologia do órgão de vom Rath em ninfalídeos (Lepidoptera: Nymphalidae)”.

RESUMO

O órgão de vom Rath localiza-se na extremidade distal do terceiro artículo do palpo
labial e é uma das sinapormorfias reconhecidas para os lepidópteros (Insecta:
Lepidoptera). O conhecimento sobre a morfologia estrutural e histológica desse órgão
é ainda bastante escasso. Descreve-se a estrutura com auxílio de microscopia
eletrônica de varredura, e a histologia do órgão de vom Rath para quatro espécies de
Nymphalidae, três frugívoras: Fountainea ryphea (Charaxinae: Anaeini), Morpho
helenor achillaena (Satyrinae: Morphini) e Hamadryas epinome (Biblidinae:
Ageroniini), além da espécie nectarívora Aeria olena (Danainae: Ithomiini).
Documentaram-se diferenças significativas entre as espécies com relação ao formato
da cavidade, morfologia e disposição das cerdas, forma e localização da abertura,
organização dos grupos celulares associados, tipo de axônio e grau de
desenvolvimento. Tais diferenças não parecem estar relacionadas aos hábitos
alimentares. Por sua vez, não foram encontrados grupos celulares em Actinote thalia
(Heliconiinae: Acraeini) e Heliconius erato phyllis (Heliconiinae: Heliconiini), sendo que
a ausência do órgão de vom Rath é documentada pela primeira vez no clado Ditrysia. É
proposta uma terminologia para melhor entendimento da morfologia do órgão de vom
Rath, com analise crítica das descrições realizadas por outros autores.

ABSTRACT

The vom Rath’s organ is located at the distal end of the third joint of labial palpi and is
one of the recognized synapomorphies of Lepidoptera (Insecta). Knowledge about the
structural and histological morphology of this organ is scarce. The structure is
described using scanning electron microscopy (SEM) and histology for four species of
Nymphalidae, three frugivorous: Fountainea ryphea (Charaxinae: Anaeini), Morpho
helenor achillaena (Satyrinae: Morphini) and Hamadryas epinome ( Biblidinae:
Ageroniini), besides the nectarivorous species Aeria olena (Danainae: Ithomiini).
Significant differences were recorded among species in relation to the shape of the
cavity, morphology and arrangement of the setae, shape and location of the opening,
organization of the associated cell groups, type of axon and degree of development.
Such differences do not seem to be related to eating habits. No cell groups were found
in Actinote thalia (Heliconiinae: Acraeini) and Heliconius erato phyllis (Heliconiinae:
Heliconiini), and the absence of the vom Rath’s organ is documented for the first time
in the Ditrysia clade. A terminology is proposed for a better understanding of the
morphology of the organ, with a critical analysis of the previous descriptions.