MZUSP - Museu de Zoologia da USP
9.13.18 - Exposições

17/08/18, às 14 horas, Defesa da dissertação do pós-graduando Bruno Zilberman

 

No próximo dia 17 de agosto, sexta-feira, às 14 horas, no  Auditório do Museu de Zoologia da USP (Av. Nazaré, 481, Ipiranga, São Paulo/ SP), haverá a defesa da dissertação de mestrado do aluno Bruno Zilberman, orientado pela Profa. Dra. Sonia Aparecida Casari, do Programa de Pós-Graduação em Sistemática, Taxonomia Animal e Biodiversidade do Museu de Zoologia da USP, com o trabalho intitulado: “Revisão taxonômica e análise cladística do gênero Corotoca Schiodte 1853 (Coleoptera, Staphylinidae, Aleocharinae, Corotocini)”.

Corotoca fontesi Zilberman 2018 uversao

Resumo

 Corotoca Schiødte 1853 é um gênero estritamente Neotropical de besouros termitófilos associados à cupins do gênero Constrictotermes Holmgren 1910, e sua descoberta marca o primeiro registro de outros insetos vivendo associados a ninhos de cupim. Foi realizada a análise cladística e revisão taxonômica do grupo que até o início do presente trabalho contemplava cinco espécies. A análise cladística contou com 13 terminais (oito do grupo interno e cinco do grupo externo) e 67 caracteres, sendo 65 morfológicos e dois comportamentais. A busca exaustiva com pesagem igualitária resultou em uma árvore mais parcimoniosa (C=95). A topologia resgatou o gênero Spirachtha Schiødte 1853 como grupo irmão de Corotoca com base em sete sinapomorfias, sendo uma homoplástica. O gênero Corotoca é monofilético e foi sustentado por seis mudanças, sendo quatro sinapomorfias únicas e duas sinapomorfias homoplásticas. São seis espécies associadas a Constrictotermes cyphgergaster (Silvestri 1901): Corotoca araujoi Seevers 1957, Corotoca dawkinsi sp. nov., Corotoca fontesi Zilberman 2018, Corotoca hitchensi sp. nov, Corotoca melantho Schiodte 1853, Corotoca phylo Schiodte 1853. Um novo gênero foi criado, Cavifronexus gen. nov., para incluir duas espécies que ocorrem associadas a Constrictotermes cavifrons (Holmgren 1910): uma espécie de Corotoca descrita para Guiana, Cavifronexus guyanae (Mann 1923) comb. nov.; e outra para o Brasil, Cavifronexus papaveroi sp. nov. Os dois gêneros e as 8 espécies foram descritos ou redescritos e ilustrados e chaves de identificação foram confeccionadas. Também estão incluídas notas de comportamento e um estudo do ciclo de vida do gênero Corotoca.

 Abstract

 Corotoca Schiødte 1853 is a strictly Neotropical genus of termitophiles beetles associated with termites of genus Constrictotermes Holmgren 1910 and its discovered marks the first record of other insects associated with termites. The cladisc analysis was based on 13 terminal taxa and 67 characters, which 65 were morphological and two behavioral. The outgroups were selected based on the diversity of taxa and the availability of material for dissection.   The exhaustive search with equally weighted characters found one most parsimounious tree with 95 steps. The topology recovered the genus Spirachtha Schiødte, 1853 as sister group of Corotoca, with seven changes, which six are unique synapomorphies and one homoplastic synapomorphie. The genus Corotoca is monophyletic and it is sustained by six changes, which four are unique synapomorphies and two homoplastic synapomorphies. There are six species associated with Constrictotermes cyphergaster (Silvestri 1901): Corotoa araujoi Seevers 1957, Corotoca dawkinsi sp. nov., Corotoca fontesi Zilberman 2018, Corotoca hitchensi sp. nov., Corotoca melantho Schiødte, 1853, Corotoca phylo Schiødte, 1853.  A new genus was established, Cavifronexus, to include a species of Corotoca previous described for Guiana, and a new species, Cavifronexus guyanae (Mann 1923) (new combination) and Cavifronexus papaveroi sp. nov., respectively. Three new species were described and the remaining species redescribed, with key and illustration for all the species of both genera presented. This work also provides behavioral notes and a study of the life cycle of the genus Corotoca.