MZUSP - Museu de Zoologia da USP
2.23.18 - Ensino e formação

11/10/18, às 13 horas, Defesa da tese da pós-graduanda Joice Paulo Constantini

No próximo dia 11 de outubro, quinta-feira, às 13 horas, no  Auditório do Museu de Zoologia da USP (Av. Nazaré, 481, Ipiranga, São Paulo/ SP) haverá a defesa da tese de doutorado da aluna Joice Paulo Constantini, orientada pela Profa. Dra. Eliana Marques Cancello, do Programa de Pós-Graduação em Sistemática, Taxonomia Animal e Biodiversidade do Museu de Zoologia da USP, com o trabalho intitulado: “Estudo taxonômico dos Apicotermitinae da Mata Atlântica”.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Resumo

Apesar de sua relevância ecológica, os Apicotermitinae neotropicais, foram taxonomicamente pouco estudados, e nenhum trabalho abrangente de morfologia comparada foi feito sobre eles. Portanto, há uma lacuna na compreensão da variação apresentada por alguns caracteres (especialmente do tubo digestório) em todo o grupo. A morfologia interna e externa de 600 amostras de Apicotermitinae da Mata Atlântica depositadas no MZUSP, juntamente com os tipos do American Museum of Natural History (Nova Iorque) e do Smithsonian Institution National Museum (Washington, DC), foi estudada. O tubo digestório, incluindo a válvula entérica, foi analisado para cada espécie tratada aqui. Foram identificadas 36 espécies, sendo 21 delas ainda não descritas, e outras 15 espécies já conhecidas, cujas áreas de distribuição foram ampliadas. O estudo do material tipo possibilitou a melhoria das descrições de espécies, cujos diagnósticos eram problemáticos. As descrições e redescrições de todas as espécies foram incluídas, bem como ilustrações das principais características, estudo morfométrico e mapas de amostragem. Também foram incluídos comentários sobre o status do material tipo, um breve estudo comparativo de todas as espécies neotropicais e uma chave de identificação baseada nos operários para essas espécies. O estudo comparado deu suporte para novas hipóteses de agrupamento das espécies no nível de gênero, e permitiu avaliar caracteres informativos que têm sido negligenciados em artigos publicados recentemente, como: diferenças nas mandíbulas de operários e alados da mesma espécie, especialmente na região molar, dimorfismo sexual nos alados, presença de órgãos deiscentes no tórax e nos primeiros segmentos abdominais do operário. Conclui-se que é fundamental o estudo da morfologia externa e interna do operário e morfologia externa do alado de forma combinada para um bom diagnóstico em nível específico e genérico, não considerando apenas uma característica (como a válvula entérica) para a separação de táxons. As descrições desses novos táxons permitirão estudos faunísticos comparáveis, levando a um melhor entendimento desse grupo nos ecossistemas neotropicais.

Abstract

Despite their ecological relevance, the Neotropical soldierless termites, were not taxonomically studied enough, and no comprehensive comparative morphology study has been done. Therefore, there is a gap in the understanding of the character variation (mainly those of the gut) in the whole group. External and internal morphology of 600 samples of Apicotermitinae from the Atlantic Forest housed in the MZUSP were studied, along with the types from the American Museum of Natural History (New York) and the Smithsonian Institution National Museum (Washington, DC). The digestive tube, including the enteric valve, of each species herein treated were studied. Thirty six species were identified in total, out of which 21 are undescribed, and the other 15 already described have had an extension of their known distribution. The study of the type material have improved the descriptions of species, whose  diagnosis were  problematic. Descriptions and re-descriptions of all species were provided, as well as illustrations of the main characteristics, morphometric study and sampling maps. There were also comments on the status of the type material, and a brief comparative study of all Neotropical species plus an identification key for these, based on workers. The comparative study supports the new hypotheses of grouping species at the genus level, and allowed an evaluation of the informative characters often neglected in recent published articles, such as: differences in the mandibles of workers and imagoes of the same species, mainly in the molar region; alate sexual dimorphism; presence of dehiscent organs in the thorax and first abdominal segments in workers. In conclusion,  a combined study of both the external and internal morphology of the worker and the external morphology of the alate  is fundamental to  diagnose both the specific and generic level well, not just taking into consideration  one characteristic (such as the enteric valve) to split taxons. Descriptions of the new taxa will enable comparisons among faunistic studies already published, leading to a better understanding of this group in Neotropical ecosystems.