MZUSP - Museu de Zoologia da USP
22.46.17 - Ensino e formação

30/03/2017, às 14 horas, defesa da dissertação de mestrado de Antonio Marcelino do Carmo Neto

Quinta-feira (30/03/2017), às 14 horas, no Auditório do prédio das irmãzinhas, o Pós-Graduando Antonio Marcelino do Carmo Neto, orientado pelo Prof. Dr. Carlos José Einicker Lamas, apresentará a sua dissertação intitulada: “Sistemática das espécies da supertribo Stomatosematidi (Diptera: Cecidomyiidae), com ênfase no posicionamento das espécies da Região Neotropical”.

 

 

RESUMO

Cecidomyiidae é uma das famílias mais diversificadas da Ordem Diptera, com 6203 espécies conhecidas e está organizada em seis subfamílias: Catotrichinae, Lestremiinae, Micromyinae, Winnertziinae, Porricondylinae e Cecidomyiinae. O hábito micófago, presente desde a base de Sciaroidea, superfamília que inclui os Cecidomyiidae, permanece nas subfamílias basais e em algumas supertribos de Cecidomyiinae, como Stomatosematidi, Brachineuridi e Lasiopteridi. Stomatosematidi possui dois gêneros descritos com 22 espécies viventes, Didactylomyia e Stomatosema. Embora as espécies não galhadoras representem 25% da riqueza de espécies da família Cecidomyiidae, não há estudos taxonômicos anteriores sobre elas na região Neotropical. Neste trabalho é realizada a primeira análise filogenética da supertribo Stomatosematidi incluindo exame de espécimes-tipo e material identificado das espécies descritas e dez espécies novas para a região Neotropical, todos coletados no Mato Grosso do Sul, entre os anos de 2011 e 2012, no âmbito do projeto Sisbiota-Diptera. A análise da matriz de 24 terminais e 52 caracteres resultou em uma única árvore com comprimento 86,336 passos, índice de consistência de 0,629 e índice de retenção de 0,696. A árvore resultante corrobora o monofiletismo da supertribo Stomatosematidi, dos gêneros Didactylomyia e Stomatosema, além de conferir suporte para a ereção de dois gêneros novos. Em decorrência da inclusão de espécies neotropicais no gênero Stomatosema, alguns caracteres morfológicos foram adicionados às diagnoses dos gêneros conhecidos. Este trabalho contribui para o aumento do conhecimento da diversidade de espécies neotropicais de Cecidomyiidae e das relações de parentesco na supertribo Stomatosematidi.

 

ABSTRACT

Cecidomyiidae is one of the most diversified families in the order Diptera, with 6203 known species and is organized into six subfamilies: Catotrichinae, Lestremiinae, Micromyinae, Winnertziinae, Porricondylinae and Cecidomyiinae. The micetophagy habit, present since the base of Sciaroidea, superfamily which includes Cecidomyiidae, remains in the basal subfamilies and in some supertribes of the Cecidomyiinae: Stomatosematidi, Brachineuridi and Lasiopteridi. Stomatosematidi has two described genera with 22 living species, Didactylomyia and Stomatosema. Although non-galling species account for 25% of the species richness of the Cecidomyiidae family, there are no previous taxonomic studies about them in the Neotropical region. In this work, the first phylogenetic analysis of the Stomatosematidi supertribe was carried out, including specimens of the described species and ten new species for the Neotropical region, all collected in Mato Grosso do Sul between 2011 and 2012, under the program Sisbiota-Diptera. The analysis of the matrix with 24 terminals and 52 characters resulted in a single tree with length of 86,336 steps, consistency index of 0.629 and retention index of 0.696. The resulting tree corroborates the monophyletism of the supertribe Stomatosematidi, of the genera Didactylomyia and Stomatosema, and has resulted in two new genera. As a result of the inclusion of neotropical species in the genus Stomatosema, some morphological characters were added to the diagnoses of the known genera. This work contributes to an increase in the knowledge of the richness of Neotropical Cecidomyiidae species and of the kinship relations in the Stomatosematidi supertribe.